A chupeta é o herói ou o vilão???

MAIS
INFORMAÇÕES
Marcação Fonoaudiologia em Casa
Marcação Equipe da Central
Marcação Central na Mídia
Marcação Tratamentos
Marcação Aparelhos e Equipamentos
Marcação Dicas de Saúde
Marcação Depoimentos Sobre a Central
Marcação Rede de Parceiros
Marcação Perguntas Frequentes
Marcação Pesquisa de Satisfação
Marcação Trabalhe Conosco
ESPAÇO
DO CLIENTE
Para acessar, digite seu email e senha abaixo:
esqueci minha senha
 › 
A chupeta é o herói ou o vilão???
quinta-feira, 20 de março de 2014
A CHUPETA É O HERÓI OU O VILÃO???

Há casos em que o bebê chora e os pais, para tentar acalmá-lo, dão a chupeta. Essa é uma ferramenta muito comum para que o nenê pare de chorar e os pais possam evitar de ficar estressados com os barulhos causados pelo choro. A questão está nos efeitos que possivelmente podem surgir por conta dessa atitude.

Nos primeiros anos de vida há uma necessidade inata de sucção. Existem crianças, por sua vez,  que apresentam uma vontade maior do que outras. Para algumas, por exemplo, a vontade pode ser saciada apenas com o momento da amamentação. Por outro lado, há aquelas que não se sentem satisfeitas com esse momento, entrando em cena a chupeta que serve como uma válvula de escape.

Entretanto, o formato e o bico do suposto herói, que é a chupeta, pode acabar contribuindo para o desmame precoce, uma vez que o formato de seu bico é diferente e isso pode interferir no aleitamento materno. O comportamento da criança pode servir de sinal para que os pais saibam se ela está satisfeita: dedo na boca, por exemplo, é um deles.

Nessa situação o aconselhável é que sejam usadas as chupetas anatômicas ou ortodônticas, pois são as mais adequadas para essa fase. Elas são as mais indicadas, dado que o formato do bico não deixará que a língua fique de forma inadequada, causando futuros problemas, ao passo que as demais podem – por conta do formato do bico –  contribuir para problemas na dentição, na musculatura orofacial, alterações nas funções de mastigação, deglutição (disfagia), respiração e, posteriormente, em problemas com a aquisição da linguagem.

É preciso que os adultos fiquem atentos também aos tipos de choros, pois essa ação pode servir de alerta para possíveis problemas que em alguns casos não são percebidos pelos pais. Sendo assim, uma consulta pode diagnosticar possíveis problemas quanto à saúde do filho. Para aquelas que estiverem viciadas, o melhor é que o acesso à chupeta seja dificultado de forma gradativa. Em casos de atitudes difíceis por parte do pequenino, os pais devem consultar um fonoaudiólogo para que ele possa orientar melhor como proceder para o fim do possível vilão que pode se torna a chupeta.

Pré-avaliação via Telefone