Consumo excessivo de álcool aumenta risco de inflamação na garganta

É de conhecimento público que o excesso de álcool causa diversos prejuízos à saúde, porém, o que nem todos sabem é que a bebida aumenta também os riscos de infecções de garganta, por causar irritação e secamento do local.

Além disso, o excesso de bebidas, principalmente quando combinado à má alimentação, causa queda da imunidade, favorecendo o contágio de doenças virais e bacterianas transmitidas pelo ar, como a gripe.

Porém, o álcool sozinho e em pequenas quantidades não é um vilão, o problema está nas combinações. Mesmo com baixo consumo, quando combinado ao cigarro, é o principal fator de risco para o câncer de boca e de garganta.

Outro exemplo é de pessoas que trabalham com a voz ou abusam dela por algum motivo, pois fazem um esforço excessivo, que leva as cordas vocais a ficarem inflamadas e inchadas, causando a rouquidão. Nesse caso, o consumo de bebidas deve ser muito moderado, pois o álcool piora essa inflamação, além de favorecer o refluxo gastroesofágico.

Para pessoas predispostas ao refluxo, os sintomas da inflamação, como dores de garganta, rouquidão e pigarro são gravemente acentuados, devido ao suco gástrico que transita entre o estômago e a laringe.

Central da Fonoaudiologia conta com profissionais especializados para realizar tratamento em pacientes com problemas vocais ou disfagia. Procure atendimento ou se precisar de mais informações sobre Fonoaudiologia ou sobre a Central da Fonoaudiologia, entre em contato conosco. Teremos prazer em atendê-lo!

Solicite uma ligação de nosso Atendimento
(inclusive aos fins de semana)