Teste da linguinha pode ser obrigatório

Home / Dicas de Saúde / Teste da linguinha pode ser obrigatório

O Senado aprovou nesta quinta-feira (29) um projeto de lei que obriga hospitais e maternidades a realizarem o ‘teste da linguinha‘ em recém-nascidos. O projeto segue para aprovação da presidente Dilma Rousseff.

O teste auxilia na identificação de alterações na membrana que conecta a língua ao assoalho da boca, chamada frênulo, detectando casos de língua presa e problemas que podem prejudicar a amamentação.

Segundo o primeiro projeto, além do exame, os hospitais e maternidades deveriam realizar uma cirurgia reparadora caso constasse problemas de língua presa. Esse artigo foi retirado no momento da aprovação pelos congressistas, portanto, a cirurgia fica a critério do hospital.

Segundo o parlamentar Eduardo Amorim (PSC-SE), relator do texto, ‘o distúrbio da fala ou da pronúncia (dislalia) pode interferir nas atividades escolares, sociais e familiares da criança, o que ressalta a importância do diagnóstico e do tratamento precoces da anomalia’.

A Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia (SBF) defende a aprovação do teste, pois acredita que os problemas de fala de jovens a adultos podem ser diagnosticados na infância e prevenidos.

Se o projeto for aprovado, os hospitais e maternidades terão prazo de 180 dias para aderir a medida.

Central da Fonoaudiologia conta com profissionais habilitados em Dislalia. Com os nossos fonoaudiólogos, o tratamento pode ser realizado em domicílio. Se você quiser conhecer mais sobre os nossos serviços entre em contato conosco e agende uma consultar. Será um prazer em atendê-lo.

A Central da fonoaudiologia possui profissionais capacitados a tratar da reabilitação de pacientes no quadro pós-cirúrgico de ortognática. Para saber mais

Solicite uma ligação de nosso Atendimento
(inclusive aos fins de semana)