Língua presa e língua solta

MAIS
INFORMAÇÕES
Marcação Fonoaudiologia em Casa
Marcação Equipe da Central
Marcação Central na Mídia
Marcação Tratamentos
Marcação Aparelhos e Equipamentos
Marcação Dicas de Saúde
Marcação Depoimentos Sobre a Central
Marcação Rede de Parceiros
Marcação Perguntas Frequentes
Marcação Pesquisa de Satisfação
Marcação Trabalhe Conosco
ESPAÇO
DO CLIENTE
Para acessar, digite seu email e senha abaixo:
esqueci minha senha
 › 
Língua presa e língua solta
segunda-feira, 8 de junho de 2015
LÍNGUA PRESA E LÍNGUA SOLTA


Apesar de muito se falar em língua presa, nem todos os casos em que se identificam problemas na fonética (emissão dos sons de palavras diversas), se resume a esse problema.

A língua presa é um problema anatômico de nascença, no qual o freio lingual-membrana é curto, e por isso, acaba limitando o movimento da língua dentro da boca e impedindo-a de se projetar para fora, fazendo com que o indivíduo crie compensações para os sons que não consegue emitir.

Atualmente, os hospitais e maternidades já oferecem um exame chamado "teste da linguinha", que consiste em identificar logo nas primeiras horas de vida, se a criança possui esse problema, a fim de orientar os pais e/ou encaminhar o bebê para um processo cirúrgico.

Já no caso de adultos que tenham língua presa, só a cirurgia não basta: um fonoaudiólogo será necessário para fortalecer a musculatura da língua, auxiliar no seu posicionamento correto e na pronúncia das palavras.

Um caso nacional e quiçá mundialmente conhecido como língua presa, é a do ex-presidente Lula que, ao contrário do que muita gente pensa, tem é a língua solta (e o termo não se trata de uma referência às suas performances nos palanques da vida). A acentuação dos sons de S e Z, pronunciadas entre os dentes, é provocada por uma alteração na fala, chamada de "ceceio" ou língua solta mesmo.

Isso se dá devido a flacidez na musculatura da língua, que é projetada para frente (ceceio anterior) ou para os lados (ceceio lateral), durante a fala.

Portanto, língua presa e ceceio são casos distintos, porém, ambos podem ter o quadro tratado e até revertido com exercícios simples, ordenados por um fonoaudiólogo. Em alguns casos será necessário um tratamento multidisciplinar, no caso, com um ortodontista, se for verificado a necessidade de uso de aparelho. Outras vezes, é necessário fazer uma cirurgia para expandir a arcada dentária.

Seja qual for a situação, consulte um profissional.

 

Você tem língua presa/solta ou conhece alguém que tenha? Se interessou pelo tratamento? Entre em contato com nossa central de atendimento 24 horas para mais informações e aproveite para agendar o melhor dia e horário de sua sessão, que um profissional irá até você!

 

Atenciosamente,

Equipe da Central da Fonoaudiologia.

Pré-avaliação via Telefone