Mal de Alzheimer

A Disfagia pode se acentuar em indivíduos que tenham Mal de Alzheimer. Geralmente, o processo de deglutição do indivíduo pode ser afetado em vários níveis, sendo comprometida a alimentação.

O Mal de Alzheimer é uma doença degenerativa do sistema nervoso central. O idoso tem sua memória afetada. Por ser uma doença que progride com o tempo, outras áreas cognitivas começam a ser atingidas. O paciente, à medida que problema avança, deve receber cada vez mais atenção de seus parentes ou cuidadores.

Os prejuízos relacionados ao campo cognitivo podem fazer com que o ato de deglutir fique alterado. Sendo assim, as maiores reclamações passam a ser a de engasgos durante a ingestão de alimentos, além de acontecer o mesmo com os líquidos.

Na fase inicial da doença, há alterações na deglutição do indivíduo. Seus hábitos alimentares começam a mudar. Na fase moderada, as mudanças na cognição fazem com que haja um impacto expressivo na autoalimentação, juntando com os males anteriores. São apontados esquecimentos sobre qual foi sua última refeição, que horas foi realizada e quando será a próxima. Além disso, alterações da linguagem podem levar à dificuldade em expressar as preferências alimentares e compreender instruções dadas durante as refeições.

Todo o cuidado a respeito de como o paciente será alimentado, qual postura deverá ser utilizada para sua fácil deglutição, a quantidade de alimento para uma boa dieta, são informações que os familiares e cuidadores devem receber a fim de preservar o conforto de quem é portador do Mal de Alzheimer.

Por fim, na fase mais grave, o tempo de refeição se estende, sendo que pode ser necessária a indicação de uma via alternativa para a digestão dos alimentos. Entretanto, esta indicação deve ser criteriosa e depende da decisão conjunta da equipe multiprofissional e familiar ou cuidador. A Central da Fonoaudiologia dispõe de profissionais habilitados em tratar pessoas com Mal de Alzheimer. Além de um tratamento com a Fonoaudiologia, você também pode consultar a Central da Fisioterapia para reduzir os efeitos da doença.

Obrigado pela leitura!
Atenciosamente,
Central da Fonoaudiologia.

Solicite uma ligação de nosso Atendimento
(inclusive aos fins de semana)