Dispraxias

Pessoas acometidas com Dispraxia são conhecidas como indivíduos desastrados, visto que sem motivo aparente caem, quebram objetos etc. Seu diagnóstico é realizado com 3 e 5 anos. O cérebro tem o seu movimento afetado por conta de uma disfunção motora neurológica. Além disso, é uma doença genética que afeta os movimentos corporais tanto controlados, quanto normais.

A lentidão no momento em que fala é uma das principais características que são evidenciadas pelo Fonoaudiólogo. São apresentados falta de equilíbrio, coordenação motora, dificuldade de orientação no espaço, baixa aprendizagem causando, nestes casos, problemas com a escrita também.

O tratamento é realizado de acordo com o grau de Dispraxia da criança. Para cada quadro clínico é feito pelo fonoaudiólogo, junto com outros profissionais da área da saúde, um método de reabilitação. As limitações que são impostas pela doença podem ser superadas dessa forma, tendo como objetivo elevar a segurança e autoconfiança de cada paciente. 

O mau desenvolvimento dos neurônios é o seu principal causador, sendo descartado qualquer tipo de dano ocasionado ao cérebro. Entretanto, pouco se sabe sobre os motivos para os entraves neurais. Todavia, há comportamentos que podem aumentar o risco de Dispraxia, segue alguns:

  • A exposição ao álcool e drogas (cocaína e metamfetamine), em pleno desenvolvimento de feto.
  • Nascimento prematuro.
  • Hereditariedade.

As atividades não verbais, por sua vez, não ficam comprometidas. Ou seja, os sistemas ligados aos atos de mastigar e deglutir permanecem em perfeitas condições, ficando apenas a voz e a estruturação e ordem das palavras em situações danosas. Sendo assim, os erros na articulação são inconsistentes e não dependem da vontade do indivíduo para controlá-lo. Dessa forma, existem situações em que as pessoas conseguem articular uma frase ou palavra e, mais tarde, ao tentar fazê-lo novamente pode resultar em frustração, visto que ela não conseguirá.

Raramente uma pessoa será diagnosticada somente com Dispraxia. Em muitos casos outras doenças também se seguem junto com essa anomalia, tais como atrasos no desenvolvimento na linguagem, deficiência auditiva e/ou dificuldade de cognição.

Para tratar de Dispraxia você pode entrar em contato com a Central da Fonoaudiologia. Dispomos de Fonoaudiólogos capazes a tratar de Dispraxia em casa.

Obrigado pela leitura!
Equipe Central da Fonoaudiologia.

Solicite uma ligação de nosso Atendimento
(inclusive aos fins de semana)