Distúrbio de Leitura oral e escrita

Ler e escrever são instrumentos de comunicação social. Sem essas ferramentas, dificilmente alguém será capaz de enviar mensagens para indivíduos que estejam a longas distâncias. É por isso que as escolas valorizam muito o processo de aprendizado da leitura. Antes da escrita, é preciso que a criança, em fase de alfabetização, aprenda primeiro a ler, caso contrário as chances de fracassar no ambiente acadêmico podem aumentar.

Quando uma criança apresenta dificuldade para aprender e desenvolver a linguagem escrita, ela pode estar com o Distúrbio de Leitura Oral e Escrita. Isso acontece quando é diagnosticado em alguém um déficit tanto na decodificação fonológica quanto de compreensão da linguagem oral e escrita. Às vezes, pode ser apresentada apenas uma ou outra dificuldade.

O indivíduo, quando acometido pelo distúrbio, torna-se muito retraído em termos de ler e escrever, visto que não consegue narrar fatos e acontecimentos, apresenta dificuldades de compreensão do discurso e a relação com a escrita é de muito sofrimento. Com tantos traumas, a pessoa se sente desmotivada em evoluir tanto na escrita quanto na leitura.

A aquisição e o desenvolvimento dos Distúrbios de Leitura Oral e Escrita são variados. Algumas de suas causas podem estar relacionadas com o organismo, com a área psicológica ou com questões sócio-culturais.

Para aqueles que sofrem com o Distúrbio de Leitura Oral e Escrita, o tratamento com o Fonoaudiólogo é a melhor maneira de barrar esse problema. Os profissionais da Central da Fonoaudiologia promovem a harmonia entre a leitura oral e a escrita.

Para saber mais sobre a atuação de nossos profissionais em domicílio, agende uma consulta. Será um prazer em atender.

Solicite uma ligação de nosso Atendimento
(inclusive aos fins de semana)