Fonoaudiologia para tratamento Odontológico

Sabendo que ‘parceria é um arranjo em que duas ou mais partes estabelecem um acordo de cooperação para atingir interesses comuns’, entre a odontologia e fonoaudiologia essa união forma um elo forte, em que o objetivo é a resolução de problemas dos pacientes que procuram correção dentária e/ou óssea (mandibular).  Entretanto, a alteração dessas partes interfere na mastigação, deglutição, fala, sucção, articulação e respiração; e é aí que atua o fonoaudiólogo.

O tratamento odontológico que visa o alinhamento dos dentes necessita diretamente de exercícios miofuncionais promovidos pela fononoaudiologia, evitando o mau posicionamento da língua – e outros erros comuns nos usuários de aparelho – que comprometem a saúde do periodonto resultando em recidivas, ou seja, a volta da posição incorreta dos dentes.

Em outros casos mais intensivos como na cirurgia Buco-Maxilo Facial, o acompanhamento com o fonoaudiólogo torna-se imprescindível tanto no pré, quanto no pós-operatório, uma vez que esse profissional irá atuar sobre as alterações da motricidade orofacial e cervical.

Em suma, o trabalho da fonoaudiologia em conjunto com a odontologia, tem como meta a prevenção, habilitação e reabilitação das funções estomatognáticas. Portanto, deve-se sempre considerar a relação forma x função: a odontologia é prioridade quando a forma interfere na função, assim como o tratamento fonoaudiológico é prioridade quando as funções alteram a forma.

Por fim, as duas áreas se complementam no objetivo comum de levar um resultado satisfatório ao paciente, unindo o equilíbrio do sistema estomatognático ao rosto e sorriso harmonioso do ponto de vista estético.

Obrigado pela leitura!
Equipe Central da Fonoaudiologia.

Solicite uma ligação de nosso Atendimento
(inclusive aos fins de semana)