DEL

Existe uma pequena parcela da população infantil que fala sem entender ao certo o que quis dizer. Em alguns casos ela pode estar com Distúrbio Específico da Linguagem (DEL). Crianças que são diagnosticadas com este problema sofrem com o distúrbio que está ligado ao comprometimento da língua.

Estatísticas apontam que a partir do terceiro ano de vida é que os efeitos patológicos começam a emergir. A pessoa, se não tratada, terá dificuldades em adquirir e desenvolver a linguagem. Não há especificamente alguma lesão neurológica ou auditiva, mas ficam evidentes as dificuldades em entender frases longas, por exemplo.

A DEL não tem cura. O tratamento, por sua vez, reduz os sintomas, permitindo que a pessoas, em sua fase infantil, não seja prejudicada, pois em muitos casos a criança se sente culpada pelo distúrbio e isso, consequentemente, faz com que ela se isole.

Veja os sintomas:                                       

  • A criança demora mais do que o normal para começar a falar;
  • Aprende palavras soltas, mas não consegue formar frases;
  • Demora em aprender a ler;
  • Troca a ordem das palavras na frase;
  • Troca sons na fala;
  • Dificuldades em entender o que escuta;
  • Hesita em falar, como se gaguejasse;
  • Vocabulário restrito, com dificuldade em conjugar verbos;
  • Não entende o que fala;

Iniciar um tratamento com Fonoaudiologia faz com que o Distúrbio Específico de Linguagem (DEL) seja reduzido, sendo assim, melhor será o prognóstico do paciente. O profissional realiza seções que consistem em estimular a pessoa a falar frases simples e curtas. Auxilia na produção e expedição da voz.

Para conhecer os trabalhos realizados pela Central da Fonoaudiologia você pode entrar em contato conosco e saber como são feitos os tratamentos em domicílio. Para mais informações entre em nosso site ou faça uma ligação.

Solicite uma ligação de nosso Atendimento
(inclusive aos fins de semana)