Pólipos de Pregas Vocais

Podendo ser causados por esforço vocal como sussurrar, falar muito quando gripado, falar alto, pigarrear, tencionar certas sílabas ou por tabagismo e ingestão de álcool, os pólipos de pregas vocais caracterizam-se por lesões benignas que contêm sangue.  Outras possíveis causas são processos alérgicos e refluxos gastroesofágicos.

Esses pólipos são de massa lisa, gelatinosa e transparente, e ocupam várias áreas nas pregas vocais. Um dos sintomas da doença é a rouquidão, pois essas massas atrapalham a vibração das pregas. Irritação e muco são outros sintomas aparentes.

Se os sintomas persistirem por mais de dez dias, é essencial que se faça um acompanhamento com um médico otorrinolaringologista que examinará as pregas vocais e solicitará uma biópsia. Confirmado o aparecimento dos pólipos, o tratamento será iniciado com corticoides (anti-inflamatórios). Em casos mais avançados, o paciente deverá ser submetido a um processo cirúrgico.

Algumas precauções podem ser tomadas para proteger as pregas vocais como:

• Não ingerir bebidas alcoólicas;

• Não fumar;

• Não falar durante a prática de exercícios físicos;

• Evitar locais com muita poeira ou cheiros fortes;

• Falar com pausas;

• Articular bem as palavras;

O acompanhamento com um fonoaudiólogo é importante para que o profissional ensine cuidados a ser tomados para evitar forçar a voz e assim, ajudar a proteger as pregas vocais. Os comportamentos de mau uso ou abuso da voz serão identificados e substituídos por comportamentos aceitáveis que não prejudicarão as pregas.

Central da Fonoaudiologia realiza tratamento para pessoas com Pólipos de Pregas Vocais. São disponibilizados profissionais que atuam em domicílio. Para agendar uma consulta entre em contato pelo site ou através de nossos telefones.

Obrigado pela leitura!
Equipe Central da Fonoaudiologia.

Solicite uma ligação de nosso Atendimento
(inclusive aos fins de semana)